“Lego Batman – O Filme” é uma explosão de humor e muita, mas muita referência.
Durante muitas décadas, o Homem-Morcego sofreu diversas mudanças e foi repensado mais vezes do que qualquer outro herói. Cada uma dessas alterações são tão diferentes que é extremamente difícil escolher uma como versão definitiva, então, Lego Batman nem se preocupou em pegar apenas uma dessas versões, em vez disso, eles usaram todas de uma vez. Seguindo os mesmos moldes de “Uma Aventura Lego”, o filme é uma paródia e trata sua história com muito humor utilizando de várias referências da cultura nerd.

O filme se inicia com uma tela preta e com Batman (interpretado por Will Arnet) narrando ao fundo, e enquanto as logos dos estúdios vão aparecendo, o heroi solta alguns comentários diferenciados para cada um deles fazendo, em 30 segundos de filme, o público cair na risada. Durante todo o longa as situações são tratadas com humor extremo. O vilão principal do filme é nada mais e nada menos que o nosso querido Coringa (interpretado por Zach Galifianakis), mas não pense que é só ele quem veio dar trabalho ao morcegão. Todos os inimigos do vigilante de Gotham estão presentes, assim como vilões de outras sagas. Isso mesmo, este filme não se limita somente ao universo Batman (e ao universo DC). Além de vilões como Coringa, Charada e Mulher gato temos também Sauron, Voldemort, Godzilla e até mesmo “robôs britânicos” (que vocês devem conhecer pelo nome de Daleks). Você pode acabar achando estranho o fato de misturarem vários vilões aleatórios, mas essa é a essência do filme.

lego-batman-robin
Lego Batman se passa no mundo moderno, e em paralelo resgata várias referências dos anos 60. O filme não se preocupa com cânone, continuidade ou até mesmo com a lógica. O que realmente importa para esta animação, é ser engraçada e divertida. Isso pode não fazer sentido algum, mas, para jogos e animações LEGO, faz total sentido. O universo Lego, em uma explicação bem direta, é sobre a imaginação fértil de uma criança ao se perder em meio aos seus brinquedos e é exatamente isso que o filme nos entrega. Se analisarmos bem percebemos que o filme é um enorme brinquedo, mas juntando toda a ação e um mundo bem vivo temos um universo onde qualquer coisa pode acontecer com algumas lições de vida inseridas.

Logo após a cena inicial, onde Batman derrota o Coringa e sua trupe, ele retorna para a Mansão Wayne (que fica na Ilha Wayne) e resolve cozinhar uma lagosta em um micro-ondas (que de uma certa forma é uma cena muito engraçada). A versão do Batman desta animação é praticamente a mais solitária de todas. Apesar disso, o filme tenta (em todas as cenas) passar o humor característico da franquia, por exemplo: vemos Bruce Wayne esperneando para seu mordomo que nem uma criança para não ir a uma festa socializar com o público, andando por sua mansão, assistindo a comédias românticas e fazendo solos de guitarra sozinho. Lego Batman é, de certa forma, sobre Bruce Wayne voltar a fazer parte de uma família.

Tudo começa a mudar quando Barbara Gordon (interpretada por Rosario Dawson) vai substituir seu pai, James Gordon, como comissária de polícia. Enquanto isso, o Coringa – nada contente com a ideia de que Batman não o considera seu arqui-inimigo, e com desgosto dos vilões incompetentes de Gotham – monta um plano para ser enviado para a Zona Fantasma e recrutar os piores vilões que estão ali presos. Quando eu digo os piores vilões não estamos falando apenas do universo da DC.

É um enredo bem simples, porém muito bem pensado, que permitiu ao diretor Chris McKay tirar uma boa vantagem do Universo DC e de alguns outros também. Cada cena da animação é escrita de uma forma que consiga misturar o herói que o Homem-Morcego é, e um grande senso de humor de um modo que você não precise ficar esperando para dar uma boa gargalhada no filme.

maxresdefault
O longa possui diversas referências de encontros marcantes do morcego de Gotham e o Coringa, como “A piada mortal” e “The Dark Knight”. O filme também coloca figuras já conhecidas do universo DC como Superman, Robin e toda a Liga da Justiça, em situações cômicas ao contracenar com o personagem.

Lego Batman – O Filme é uma animação muito bem feita e divertida dentro do universo Lego. Não importa sua idade ou seu gosto, você com certeza vai dar muita risada e se divertir bastante com esse novo longa de animação da Warner Bros. Pictures.

Confira o Trailer:

REVER GERAL
NOTA
9
COMPARTILHE