Pantera Negra é exatamente o que os filmes de herói precisa.

Há mais ou menos dez anos atrás, a Marvel iniciou sua jornada no cinema com Homem de Ferro. O filme foi um verdadeiro sucesso que ninguém estava esperando. Mas com os anos, a Marvel precisava mexer em seu estilo que estava começando a ficar saturado. Com Pantera Negra não é muito diferente, na verdade é melhor, pois é um filme com uma fórmula diferente do que estamos acostumados. O filme é uma grande aposta da Marvel Studios para o MCU, e parece que eles acertaram dessa vez.

O filme Pantera Negra acompanha a história de T’Challa (Chadwick Boseman), que após a morte de seu pai, o Rei T’Chaka da nação tecnologicamente avançada chamada de Wakanda, retorna para casa para assumir o trono do reino. Wakanda é a nação mais avançada tecnologicamente da Terra, mas poucos sabem disso por conta de uma política de isolamento. Com isso, Wakanda durante anos apenas observou o mundo a fora passar por guerras, fome e doenças sem fazer nada. Mas com a aparição de um grande inimigo, o valor de T’Challa como Pantera Negra é testado. Agora ele precisa contar com a ajuda de seus amigos para salvar Wakanda e o mundo de um destino terrível.

A trama, de um modo geral, mostra que liderar não é algo padrão e que possui um manual de instruções. Para liderar você precisa ter em quem confiar, saber ouvir, encontrar soluções e muitas vezes saber lidar com o inesperado.

O desenvolvimento do vilão, chamado de Killmonger (Michael B. Jordan), é ótimo e completamente aceitável. Ele questiona Wakanda e seus métodos e pergunta onde eles estiveram todos esses anos em que seu povo, os negros, sofreram tanto. O que T’Challa e o resto de Wakanda não sabiam era que ele possuía sangue real, já que era filho do príncipe do país na época da morte de seu pai e acaba desafiando T’Challa pelo trono.

Em um ritual de combate pelo trono, T’Challa acaba derrotado e Killmonger assume como Rei de Wakanda. Agora T’Challa, sua família e amigos precisam encontrar uma forma de acabar com a ameaça do vilão.

Wakanda nunca mais será a mesma depois desses acontecimentos.

Ulysses Klaw (Andy Serkis) também traz problemas ao Pantera Negra quando rouba um artefato de Wakanda de um museu. Com isso T’Challa vai até a Coreia do Sul para tentar recuperar o objeto com a ajuda de Okoye (Danai Gurira) e Nakia (Lupita Nyong’o).

Os efeitos especiais e a fotografia do filme (principalmente em Wakanda) são incríveis. Podemos dizer que a Marvel melhorou muito em comparação com seus primeiros filmes e mostra que eles não estão apostando pouco no MCU. Os efeitos sonoros e a trilha são sensacionais e muito bem colocados nas cenas, empolgando mais o público.

Pantera Negra é um dos melhores filmes da Marvel até o momento. O longa trata de questões políticas e culturais, mostrando que ele é muito mais que um filme de heróis. Dessa vez a Marvel Studios acertou em cheio com Pantera Negra, sem abusar de muitas piadas. Você como um fã de super-heróis com certeza não vai se arrepender com esta grande produção.